Centro Social de Santo António de Lisboa

O Centro Social de Santo António de Lisboa foi inaugurado oficialmente em 22 de Dezembro de 2001.

É a concretização de um velho sonho de muitos, que um grupo de pessoas determinadas e solidárias persistiu em por de pé, para o Bem de todos, em particular daqueles que por razão de idade, doença, ou qualquer outra diminuição, necessitam de condições especiais de apoio e assistência para as quais os hospitais não estão vocacionados e que o meio familiar não lhes pode proporcionar.

O edifício foi construído em terreno cedido pela Câmara Municipal de Lisboa em regime de direito de superfície, por 99 anos e dispõe das melhores condições e do mais moderno equipamento, e integra três valências principais: Lar, Cuidados Continuados e Fisioterapia e Recuperação.

O Centro Social está inteiramente pago, sem qualquer comparticipação do Estado nem encargo para o Orçamento público e corresponde hoje a um investimento acima de 7.500.000,00 euros. Prima pela excelência em todas as suas valências, estando apetrechado com todo o equipamento e serviços funcionais mais adequados às finalidades que nele se prosseguem.

O edifico está equipado de sistemas de aquecimento e de ar condicionado e tem, no conjunto dos seus serviços, uma capacidade para cerca de 110 camas, distribuídas por 54 quartos todos com casa de banho privativa; todos os quartos destinados a cuidados continuados estão dotados de equipamento específico, incluindo camas próprias, oxigénio e gases medicinais. Dispõe de sete acessibilidades directas para o exterior, de central de alarmes, de um moderno sistema de detecção de incêndios, estando também dotado de um posto de transformação eléctrica próprio, de um gerador de emergência e de um depósito para 50.000 litros de água e estação elevatória.

Para além da área de apoio administrativo e das instalações próprias de cada uma das valências, tais como a sala de enfermagem, os ginásios e gabinetes médico e de fisioterapia, a piscina de hidroterapia, o Centro Social está também dotado de todo um conjunto de serviços de apoio e de lazer – refeitório, bar, zonas de convívio, zonas de estar, áreas para actividades formativas, biblioteca, capela e também um amplo jardim com caramanchão - que visam proporcionar um ambiente de convívio e bem estar, tanto para os utentes como para visitantes e trabalhadores.

Por fim, mas não em último lugar, o mais importante: as pessoas – a equipa dedicada que trabalha neste Centro Social e que, dia a dia, proporciona a todos os que nele habitam e frequentam o melhor serviço em cada uma das áreas, com ética e profissionalismo, dedicação, paixão e carinho – tudo o que as pessoas merecem.